Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Não aguento muito tempo sem ejacular

por FernandoMesquita, em 23.12.14

ejaculacao_precoce.jpg

 

 Aqui fica mais um pedido de ajuda de um leitor do nosso BLOG.

Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!

Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ a compreender também os seus problemas...
PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!
 
(Nota: alguns destes pedidos serão publicados na Revista ANA de forma anónima)



Boa tarde,

li sobre o que o doutor disse, mas ainda tenho algumas duvidas tenho problema quando faço sexo com a minha namorada, eu não consigo aguentar muito tempo sem ejacular. Pode me dizer como ultrapassar isso. Tem algum tratamento, ou algo natural que posso tomar para aguentar mais tempo?

Com meus cumprimentos

Obrigado

 

 

A NOSSA RESPOSTA

Caro leitor

 

utiliza-se o termo de Ejaculação Prematura quando um homem ejacula mais rapidamente do que deseja ou quando a ejaculação está fora do seu controlo. Este é um dos problemas sexuais mais comuns entre os homens, mas também é um dos mais facilmente ultrapassáveis.

 

Na maioria das vezes, este problema está associado a questões de ansiedade. Em alguns casos esta ansiedade estabelece-se através da prática de uma masturbação rápida ou uma educação sexual repressiva.

 

Noutros casos, os homens tornam-se ejaculadores prematuros porque ficam ansiosos ou inseguros pelo receio de serem criticados por não conseguirem dar prazer suficiente ao parceiro. Existem, ainda, casos de ejaculação prematura quando um homem está zangado com a parceira, mas não tem capacidade para expressar de outra forma os seus sentimentos. Embora estes casos não sejam os únicos que potenciam a ejaculação prematura, são os mais frequentes.

 

O tratamento pode envolver alguma medicação e uma intervenção psicoterapeutica especializada. Na maioria dos casos, os tratamentos são centrados na “re-aprendizagem” gradual do controlo de estímulos através de exercícios de masturbação e focos sensoriais. Por exemplo, quando estiver a masturbar-se e sentir que está quase a ejacular pare! Aguente alguns segundos (até diminuir a sensação de que está próximo a ejacular) e volte a masturbar-se. Repita este processo e ejacule após 3 paragens. Este exercício permitir-lhe-á tomar maior consciência da eminência ejaculatória e controlar melhor a sua ejaculação.

 

Este é apenas um dos vários exercícios que podem ser sugeridos por um sexólogo. Cada tratamento deve ser adaptado a cada caso. Devo ainda referir que, sempre que possível, o parceiro é incluído no processo terapêutico.

 

Se sentir que estas dificuldades persistem pondere procurar ajuda.

 

 Fernando Eduardo Mesquita

Psicólogo - Sexólogo Clínico
Tel: 969091221

  

QUAL A SUA OPINIÃO? 
DEIXE O SEU COMENTÁRIO!
AJUDE OS OUTROS COM A SUA PRÓPRIA EXPERIÊNCIA DE VIDA, OU PARTILHE TAMBÉM EXPERIÊNCIAS SEMELHANTES
 
A SUA AJUDA PODE SER FUNDAMENTAL...
OBRIGADO!
 
Importante: se tiver alguma questão a colocar deverá enviar mail para: psicologiananet@gmail.com
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:36

Finjo o orgasmo com meu marido

por FernandoMesquita, em 19.12.14

fingirorgasmo.jpg

 Aqui fica mais um pedido de ajuda de uma leitora do nosso BLOG.

Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!

Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ a compreender também os seus problemas...
PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!
 
(Nota: alguns destes pedidos serão publicados na Revista ANA de forma anónima)



"Tenho 58 anos e nunca tive orgasmos com meu marido. Sempre tô fingindo mas ele não sabe. Quando ele sai pro trabalho ai começo a tocar-me e sinto muito prazer a ponto de ficar leve e são várias vezes. Isso e normal?"

 

 

A NOSSA RESPOSTA

Cara leitora

 

 

o problema com a sua atitude é que está a criar um cenário ilusório e empobrecido na vossa sexualidade. Esse fingimento transmite uma falsa mensagem de que o que aconteceu foi suficiente para atingir o clímax sexual. O seu parceiro pensa que lhe proporciona prazer dessa forma e tenderá a repetir o mesmo padrão sexual.

 

Existem vários motivos que levam alguém a não querer dizer ao parceiro que não teve orgasmo. A falta de diálogo e intimidade para se dizer livremente “foi bom, mas não tive orgasmo” é uma delas. Querer agradar o parceiro ou o medo de o perder, também são razões apresentadas por algumas mulheres para simularem o orgasmo. Alguns homens chegam a ter atitudes drásticas ao descobrirem que a parceira fingiu ter orgasmos, pois sentem-se traídos.

 

O melhor caminho é dizer a verdade e não sentir que o orgasmo é uma obrigação, uma vez que se pode ter muito prazer durante o sexo sem chegar a ter orgasmo. Uma vez que a leitora consegue ter prazer, quando está sozinha, é sinal que sabe o tipo de estimulação que a excita mais, procure adotar esse tipo de toque aos momentos em que está com o seu marido e, aos poucos, vá dizendo como ele pode fazer para que consiga ser ele a dar-lhe prazer!

 

 Fernando Eduardo Mesquita

Psicólogo - Sexólogo Clínico
Tel: 969091221

  

QUAL A SUA OPINIÃO? 
DEIXE O SEU COMENTÁRIO!
AJUDE OS OUTROS COM A SUA PRÓPRIA EXPERIÊNCIA DE VIDA, OU PARTILHE TAMBÉM EXPERIÊNCIAS SEMELHANTES
 
A SUA AJUDA PODE SER FUNDAMENTAL...
OBRIGADO!
 
Importante: se tiver alguma questão a colocar deverá enviar mail para: psicologiananet@gmail.com
 
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:28

Mal tento penetrar perco a ereção

por FernandoMesquita, em 13.11.14
 
Aqui fica mais um pedido de ajuda de um leitor do nosso BLOG.
Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!

Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ a compreender também os seus problemas...
PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!
 
(Nota: alguns destes pedidos serão publicados na Revista ANA de forma anónima)



"Boa noite doutor, 

desculpe estar a incomodar mas estou mesmo a precisar de ajuda e estou um pouco perdido. Chamo me XXXXX e tenho um problema do qual já não consigo pensar em soluções pois já perdura à cerca de 7 meses. 


Sou um rapaz de 20 anos (virgem) e à cerca de 7 meses conheci a minha actual namorada (ja teve varias experiências sexuais) da qual estou completamente apaixonado. Desde a primeira vez que tentamos estar juntos que tive problemas a obter uma ereção de modo a puder realizar o acto sexual. Desde então e ao longo destes 7 longos meses tentamos bastantes vezes e não conseguimos. 


Cheguei a visitar um urologista e um endocrinologista dos quais fiz análises hormonais e chegou se à conclusão que o problema é muito provavelmente psicológico. O urologista receitou me cialis, cheguei a tomar mas a minha namorada não se sentiu confortável e por isso não realizamos o acto sexual (sentiu-se pressionada). 


Há pouco tempo consegui chegar ao momento da penetração mas mal isso aconteceu perdi rapidamente a minha ereção. 


Estou completamente desesperado e passo os dias a pensar no mesmo e em como resolver este problema que me anda a assombrar. Acha que devo visita-lo ou será algo que com o tempo e mais persistencia irá resolver-se? 


Estou a precisar de ajuda urgentemente. 


Obrigado"
 

 

A NOSSA RESPOSTA

Caro leitor 

existem causas físicas, psíquicas/psicológicas, ou conjuntas, apontadas para as dificuldades de ereção. Uma vez que refere ter sido avaliado por um médico e que este lhe disse ser um problema psicológico, vamos tentar analisar o seu caso sob este ponto de vista. 

Muitos homens têm dificuldade de ereção na primeira relação sexual. Então, por que motivo uns conseguem ultrapassar essa situação e outros não? Tudo depende da importância que atribuem a essa dificuldade! Se assumir que esse acontecimento é uma “catástrofe” para a sua autoconfiança e masculinidade, então muito provavelmente vai ter dificuldade nas próximas vezes. E porquê? Porque vai aumentar o seu estado de ansiedade, que é dos principais meios para “atrapalhar” aquilo que tanto deseja! 

Nestes casos estabelece-se um ciclo vicioso em que, após uma experiência que correu mal, existe uma extrema ansiedade de antecipação e/ou preocupação excessiva, para que tudo corra perfeitamente e que se mantenha a ereção, que acaba por ter o efeito oposto. É muito importante que perceba este ciclo vicioso e que procure evitá-lo: relaxe, não desista se começar a sentir que está a perder a ereção. 

Foque-se nas zonas do corpo que mais gosta na sua namorada. Se tiver dificuldade em manter a ereção aproveite para desfrutar do momento através de massagens, beijos, carícias etc. 

Numa relação amorosa o importante é o prazer que se pode ter e proporcionar à outra pessoa, quer seja com, ou sem, a presença de ereção, orgasmo e/ou ejaculação. Quanto mais exigente for consigo mesmo, para ter uma ereção, mais difícil será que ela surja e que se mantenha. 

Se as dificuldades persistirem procure ajuda de um terapeuta sexual.

 

Fernando Eduardo Mesquita
Psicólogo - Sexólogo Clínico
Tel: 969091221

 

 

QUAL A SUA OPINIÃO? 
DEIXE O SEU COMENTÁRIO!
AJUDE OS OUTROS COM A SUA PRÓPRIA EXPERIÊNCIA DE VIDA, OU PARTILHE TAMBÉM EXPERIÊNCIAS SEMELHANTES
 
A SUA AJUDA PODE SER FUNDAMENTAL...
OBRIGADO!
 
Importante: se tiver alguma questão a colocar deverá enviar mail para: psicologiananet@gmail.com
 
 
 
VEJA AINDA:
- QUESTÕES DOS NOSSOS LEITORES
- FUI A UMA PROSTITUTA E NÃO TIVE EREÇÃO
- ACONTECEU EM TODAS AS MINHAS PRIMEIRAS VEZES
- MITOS & FACTOS - DISFUNÇÃO ERETIL
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:53

Lábios Vaginais Diferentes

por FernandoMesquita, em 12.11.14
 

labios vaginais.jpg

 

  
"O meu marido diz que os meus lábios vaginais não são iguais, que um é diferente do outro. Isso poderá dificultar o meu desempenho sexual?"

 

Aqui fica mais um pedido de ajuda de um leitor do nosso BLOG.
Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!

Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ a compreender também os seus problemas...
PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!
 
(Nota: alguns destes pedidos serão publicados na Revista ANA de forma anónima)

 

 
Cara leitora os lábios vaginais são dobras de pele que se encontram na vulva (genitália externa feminina) e consistem em 3 partes: os grandes e os pequenos lábios maiores, e a comissura labial. 

Os grandes lábios têm como função proteger o sistema reprodutivo feminino à exposição de ataques de bactérias e, como tal, são mais espessos e externos. 


Os pequenos lábios são mais internos, finos e menores, e têm glândulas que, ao serem estimuladas por toque ou pressão, produzem secreções ricas em substâncias que lubrificam a mulher, quando excitada, e servem como barreira protetora do trato urinário. 


As comissuras labiais anterior e posterior marcam os cantos em que os dois conjuntos de lábios se encontram. 


Tal como é costume as mulheres terem um peito maior que o outro, as diferenças nos lábios vaginais são normais e não interferem diretamente no prazer, ou na saúde sexual. Embora este tipo de assimetrias seja frequente, e não seja considerado um problema real em termos anatómicos, se causar desconforto ou interferir na sua vida íntima poderá procurar a ajuda de um médico especialista.


Obrigado pela sua questão,

Psicólogo - Sexólogo Clínico
Tel: 969091221
 
 
 
QUAL A SUA OPINIÃO? 
DEIXE O SEU COMENTÁRIO!
A SUA EXPERIÊNCIA PODE SER FUNDAMENTAL...
OBRIGADO!
 
Importante: se tiver alguma questão a colocar deverá enviar mail para: psicologiananet@gmail.com

 
 
VEJA AINDA:
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:17

O uso do vibrador é prejudicial?

por FernandoMesquita, em 12.11.14
 

mulher-vibrador-24791.jpg

 
"Se a mulher usar constantemente o vibrador poderá ser prejudicial para a saúde? E com o tempo poderá ter mais dificuldade em sentir prazer com o companheiro?"

 

Aqui fica mais um pedido de ajuda de um leitor do nosso BLOG.
Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!

Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ a compreender também os seus problemas...
PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!
 
(Nota: alguns destes pedidos serão publicados na Revista ANA de forma anónima)

 

 
Cara leitora
 
julgo que a sua questão se baseia, essencialmente, num mito que apenas serve para gerar sentimento de culpa nas mulheres e impedi-las de terem uma vida sexual mais gratificante ou, pelo menos, mais variada. 

Não é por acaso que pode encontrar vibradores de todas as formas e tamanhos pois, cada vez mais, é reconhecida a sua importância na variedade e enriquecimento das oportunidades sexuais. Não há qualquer verdade na ideia de que as mulheres podem ficar viciadas no vibrador. 


Apesar dos orgasmo provocados por um vibrador poderem ser mais intensos e durarem mais tempo do que quando fazem amor, muitas mulheres sentem a falta de uma série de outras sensações físicas e emocionais inerentes ao sexo corpo a corpo. 


Outro mito muitas vezes associado ao uso de vibradores é que “alarga” a vagina, porém esta ideia é totalmente descabida visto que, durante a excitação, a vagina aumenta de diâmetro e adapta-se à introdução do pénis ou de “brinquedos sexuais” e volta ao seu estado normal ao cessar a excitação. 


Finalmente, importa referir que apesar de alguns homens se sentirem constrangidos com a presença de um vibrador, durante a atividade sexual, por julgarem que isso significa que não são “suficientemente homens” ou bons amantes, outros ficam super excitados e aceitam naturalmente enriquecer os jogos sexuais com alguns “brinquedos”. Tudo depende da autoconfiança e da capacidade de aceitar variações, na atividade sexual, de cada um.


Obrigado pela sua questão,

Psicólogo - Sexólogo Clínico
Tel: 969091221
 
QUAL A SUA OPINIÃO? 
DEIXE O SEU COMENTÁRIO!
A SUA EXPERIÊNCIA PODE SER FUNDAMENTAL...
OBRIGADO!
 
Importante: se tiver alguma questão a colocar deverá enviar mail para: psicologiananet@gmail.com

 
 
VEJA AINDA:
 
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:11

Fui a uma prostituta e não tive ereção

por FernandoMesquita, em 12.11.14

f_54310.jpg

  

"Olá Fernando, 
 
desde já agradeço o seu tempo e disponibilidade, acho que é a única pessoa que me pode ajudar, ou que pelo menos eu expor o meu problema. 
 
Perdi hoje a virgindade, aos 20 anos, com uma prostituta. 
 
Tive uma rapariga na adolescência que brincou comigo literalmente, passei dois anos a recuperar mais um nas drogas, e quando comecei a falar com raparigas outra vez tinha 18 anos e tinha perdido toda a minha confiança (que tinha antes de conhecer a rapariga). 
 
Hoje sou muito mais confiante, mas tinha vergonha de me envolver com uma rapariga que de certeza que era muito mais experiente do que eu e dizer-lhe que era virgem, cheguei a "fugir" algumas vezes quando começou a aquecer. 
 
Por isso decidi ir a uma prostituta, de longe a mulher mais atraente que já estive. Mas não fiquei erecto, fiquei um pouco no oral que me estava a saber muito bem, e estava a ver um mulherão mas não ficou duro, o oral também não durou muito tempo. Depois ainda tentamos mas não deu. 
 
Nunca pensei que isto acontecesse pois quando beijo uma rapariga na noite e "comemos-nos" fico erecto muito facilmente e rápido. 
 
Gostava de ter respostas, pois neste momento estou muito confuso. 
 
Nunca contei nada disto tudo que lhe escrevi a ninguém, nem a historia da rapariga, embora algumas pessoas saibam de leve. 
 
Muito obrigado,"
 

 

Aqui fica mais um pedido de ajuda de um leitor do nosso BLOG.
Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!

Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ a compreender também os seus problemas...
PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!
 
(Nota: alguns destes pedidos serão publicados na Revista ANA de forma anónima)

 

A NOSSA RESPOSTA 
 
Caro leitor 

existem causas físicas, psíquicas/psicológicas, ou conjuntas, apontadas para as dificuldades de ereção. Pelo relato que faz, parece-me tratar-se de um problema essencialmente psicológico, associado a altos níveis de ansiedade. 


Muito provavelmente, muitos homens teriam a mesma dificuldade em situações semelhantes. Em primeiro lugar porque ainda está a recompor-se de uma situação traumática que ocorreu há algum tempo. Depois, apesar do recurso à prostituição parecer mais fácil, pois limita-se a pagar um serviço sem que exista qualquer envolvimento emocional, aumenta a ansiedade por estar com alguém muito mais experiente sexualmente e que é totalmente desconhecida. 


Além disso procurar esse tipo de serviço, geralmente, existe apenas um propósito que é sexual! O que aumenta toda a pressão que possa sentir no momento, principalmente para alguém que não é muito experiente. 


Tudo isto vai fazer aumentar a ansiedade exponencialmente, principalmente para alguém que já é ansioso por natureza. E isto é meio caminho para que as coisas não corram como deseja! 


Esse é o motivo para que consiga ter ereções facilmente noutras situações, pois não existe este tipo de “pressão” e ansiedade. Quanto mais exigente for consigo mesmo, para ter uma ereção, mais difícil será que ela surja e que se mantenha.


Obrigado pela sua questão,

Psicólogo - Sexólogo Clínico
Tel: 969091221

 
VEJA AINDA:
 
 
QUAL A SUA OPINIÃO? 
DEIXE O SEU COMENTÁRIO!
A SUA EXPERIÊNCIA PODE SER FUNDAMENTAL...
OBRIGADO!
 
Importante: se tiver alguma questão a colocar deverá enviar mail para: psicologiananet@gmail.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:04

Se perder peso o meu pénis aumenta?

por FernandoMesquita, em 12.11.14
 
  
"Tenho 25 anos e sou bastante gordo. Gostaria de saber se o pénis aumenta caso eu emagreça, pois acho que o meu é muito pequeno. Obrigado."
 

 

Aqui fica mais um pedido de ajuda de um leitor do nosso BLOG.
Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!

Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ a compreender também os seus problemas...
PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!
 
(Nota: alguns destes pedidos serão publicados na Revista ANA de forma anónima)

 

A NOSSA RESPOSTA 
 
Caro leitor, 

a preocupação com o tamanho do pénis é muito comum entre os homens. Muitos homens referem que querem um pénis maior para dar mais prazer à parceira mas, uma vez que a vagina tem cerca de 8 a 10 centímetros de profundidade e é apenas no terço externo que a mulher tem sensibilidade aos estímulos, um pénis com 9 centímetros é suficiente. 


De facto, se perder peso vai eliminar tecido adiposo, na zona do abdómen e coxas, que neste momento cobre parte do seu pénis. Por isso, se perder peso o seu pénis terá mais espaço para se manifestar, ou seja, ficará mais exposto dando a ideia que ficou maior. 


Além do mais, não esqueça que uma percentagem significativa de casos de Disfunção Erétil, nos homens, deve-se a problemas cardíacos, associados ao sedentarismo e excesso de peso.


Mais importante que emagrecer para aumentar o tamanho do seu pénis será fazê-lo para melhorar a sua saúde, auto-estima e qualidade de vida.


Obrigado pela sua questão,

Psicólogo - Sexólogo Clínico
Tel: 969091221

 
VEJA AINDA:
 
 
 
Importante: se tiver alguma questão a colocar deverá enviar mail para: psicologiananet@gmail.com



Dr. Fernando Eduardo Mesquita
 
Psicologia Clínica / Sexologia Clínica
Terapia Cognitivo Comportamental / Terapia EMDR

Avenida Elias Garcia, 137, 4º
1050-099 Lisboa
Tel: 969091221
Tel: 213145309

Avenida Almirante Reis, 186 R/C Esq.
1700-093 Lisboa
Tel: 969091221
Tel: 218477024
Exibir mapa ampliado


 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:01

Ejaculo rapidamente...

por FernandoMesquita, em 18.10.10

 "Tive a minha 1ª relação sexual há 3 semanas e correu muito mal"

Aqui fica mais um pedido de ajuda de um leitor do BLOG. 

Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!

Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ a compreender também os seus problemas...

PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!

 

Olá sou o XXXXX e tenho 18 anos.

 

Desde alguns anos que me masturbava muito. Tive a minha 1ª relação sexual há 3 semanas e correu muito mal pois mal inseri o pénis na vagina da minha ex-namorada ejaculei logo, aliás ela acabou comigo por causa disso.

 

Penso que tenho ejaculação precoce.... e estou sofrendo muito por causa disso. Sou atraente, muitas raparigas têm vindo tentar passar a noite comigo, mas eu nego, com medo que me aconteça da próxima vez, o que me aconteceu na 1ª vez....

 

Tenho tentado masturbar-me para treinar e aguentar o máximo tempo possível, mas ejaculo muito rápido. Tenho andado muito mal, não sei mesmo o que faça, ando desorientado, muito deprimido.

 

O que acha que devo fazer para que isto me passe?

 

Peço a máxima ajuda que me possam dar.

 

Cumprimentos

 

 

A nossa Resposta

 
Caro amigo
 
Utiliza-se o termo de Ejaculação Prematura quando um homem ejacula mais rapidamente do que deseja ou quando a ejaculação está fora do seu controlo. Este é um dos problemas sexuais mais comuns entre os homens, mas também é um dos mais facilmente ultrapassáveis.
 
Na maioria das vezes, este problema está associado a questões de ansiedade.
 
Em alguns casos, esta ansiedade estabelece-se muito cedo através da prática de uma masturbação rápida devido ao receio de se ser apanhado, por exemplo pelos pais. Estas pessoas acabam assim por não aprender a controlar a sua ejaculação, uma vez que este padrão acaba por se estabelecer quando é aprendido.
 
Noutros casos, os homens tornam-se ejaculadores prematuros porque ficam ansiosos em proporcionar prazer ao parceir@ ou porque se sentem criticados – tornando-se inseguros e ansiosos, quer dentro, quer fora da cama.
 
Existem, ainda, casos de ejaculação prematura quando um homem está zangado com @ parceir@, mas não tem capacidade para exprimir os seus sentimentos de outra forma. Embora estes casos não sejam os únicos que potenciam a ejaculação prematura, são os mais frequentes.
 
- TRATAMENTO
 
Embora o tratamento possa envolver alguma medicação, normalmente, é importante o acompanhamento de uma intervenção psicoterapeutica especializada.
 
Na maioria das situações é importante o recurso à auto-masturbação. O facto de procurar controlar a ejaculação sozinho, permite-lhe diminuir a ansiedade gerada pela presença de uma outra pessoa. Refere que tenta aguentar ao máximo durante a masturbação, "Óptimo", mas procure não ejacular logo, da seguinte forma:
  • Quando estiver a masturbar-se e sentir que está quase a ejacular pare! aguente alguns segundos (até diminuir a sensação de que está próximo a ejacular) e volte a masturbar-se. Repita este processo umas 3 vezes e só depois ejacule. Este exercício permitir-lhe-á tomar maior consciência na eminência ejaculatória e assim vir a conseguir controlar melhor a sua ejaculação.
Caro amigo, este é apenas um dos vários exercícios que lhe podem ser sugeridos por um sexólogo. Existem muitos que devem ser adaptados a cada caso.
 
Tal como refere, um problema sexual poderá afectar outras áreas da vida, o seu afastamento de novas experiências é disso um sinal o que não é de todo benéfico. Se sentir que estas dificuldades persistem pondere em procurar ajuda.
 
Devo ainda referir que é muito frequente as primeiras experiências sexuais não correrem como é desejado. Na verdade, é um momento em que quer o homem, quer a mulher, estão bastante ansiosos. Estão a experimentar algo de novo e querem que tudo corra o melhor possível. Porém, nem sempre o local é o mais indicado, as incertezas são muitas, os "nervos" estão ao rubro... e tudo isso só vai tornar as coisas mais complicadas. Uns ejaculam rapidamente, outros perdem erecção. Mas certamente que nas próximas experiências as coisas podem correr melhor.
 
Espero, sinceramente, ter conseguido ajudar.
 
Estarei disponível para o ajudar se voltar a considerar necessário.
 
Um abraço,
 
Fernando Eduardo Mesquita
Psicólogo/Sexólogo Clínico
Tel: 969091221
 

Veja outras questões dos nossos leitores aqui.

Envie as suas questões para psicologiananet@gmail.com

Veja outras respostas nos comentários e aproveite para deixar também a sua ajuda a este leitor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:55

Preservativo doi?

por FernandoMesquita, em 05.09.10

 
 
"O preservativo doí ao meter?"
 
Aqui fica mais um pedido de ajuda de um leitor do BLOG.
 Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!
 Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ a compreender também os seus problemas...
PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!
  
 
 
Olá eu sou uma rapariga muito curiosa e tenho algumas duvidas...
 
 
sei que podem parecer estúpidas mas penso que mais vale perguntar do que ficar ignorante a vida toda...
 
gostava de saber se o preservativo doí ao meter e se ele não quiser entrar não devemos forçar não é?
 
 
 
A nossa Resposta
 
 
Cara amiga,
 
fiquei na dúvida se a sua questão se prendia com o preservativo masculino ou o feminino. Considerando que é referente ao preservativo masculino, uma vez que é o mais utilizado, aproveitamos a sua questão para colocar uma imagem que permite ajudar a perceber como deve ser colocado.
 
Alguns homens referem perder alguma sensibilidade, no entanto, existem no mercado uma grande variedade de produtos e preservativos que permitem ultrapassar facilmente esta questão. Em muitas situações, o desconforto ou a diminuição de sensibilidade está associada a questões psicológicas ou a algum nervosismo por parte do casal.
 
Existem preservativos de diversos tamanhos. Tal como é apresentado na imagem, o preservativo deve ser introduzido com o pénis erecto e não deverá ficar excessivamente apertado, nem largo. Podem surgir algumas dores se o preservativo estiver excessivamente apertado. Os preservativos masculinos têm como tamanho padrão cerca de 16cm de comprimento e 5,2cm de largura. Existem preservativos de outros tamanhos que mediante o fabricante podem atingir os 18,6cm de comprimento e 5,5cm de largura.
 
Cara amiga, sendo assim, não existe qualquer motivo para surgirem dores ao colocar o preservativo.
 
 
Espero, sinceramente, ter conseguido ajudar.
 
Estarei disponível para a ajudar sempre que necessário.
 
Um abraço,
Psicólogo/Sexólogo Clínico
Tel: 969091221 
 
  
 
ENVIE AS SUAS QUESTÕES PARA:
 
 
DEIXE AQUI OS SEUS COMENTÁRIOS

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:06

Sou timido

por FernandoMesquita, em 08.04.10

 

 Sou XXXXXXX


Ola,
 
sou rapaz tenho 20 anos e ainda sou virgem, pois tenho dificuldade em exprimir sentimentos. Estou ciente disso por ser um pouco tímido e com alguma falta de confiança e auto-estima. Tento procurar conhecer novas raparigas mas estranhamente deixo de ter contacto com as elas depois de um primeiro encontro sem eu às vezes perceber porquê. Tenho um grupo de amigos com quem nunca falei disto, mas ao contar a amigas mais chegadas ficam admiradas porque acham que sou giro atraente etc..
 
Recomendam-me que saia mais, nomeadamente a noite, mas essas saídas a mim não me dizem nada, sempre deixei isto andar sem me preocupar muito porque sempre pensei que um dia iria conhecer alguém que mudasse a minha vida, mas quando pensei que isso estava acontecer foi um desgosto onde fiquei triste e sai um pouco magoado. Ultimamente tenho pensado mais nisto já me passou de tudo pela cabeça, e neste momento é algo que me incomoda, porque tenho vontade e saudades de estar com uma rapariga que me de carinho e atenção, mas ao mesmo tempo tenho receio de como será a minha primeira vez.
 
Quando estou na presença de uma rapariga que gosto por vezes fico meio atrapalhado e envergonhado, chego até a gaguejar, mas eu não sei porque é que isto acontece, e quando vou para casa pensar no que se passou, fico com vontade de voltar atrás e fazer tudo o que me vai na cabeça, só que no momento não consigo... é como se estivesse bloqueado. solução mesmo com cirurgia para o meu problema, visto que já contactei dois médicos de urologia, e fiquei na mesma.

Solicito resposta

 
 
 
ENVIE AS SUAS QUESTÕES PARA:
 
psicologiananet@gmail.com
 
 
  
DEIXE AQUI OS SEUS COMENTÁRIOS

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 12:37


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Mensagens

Comentários recentes

  • Anónimo

    Estou totalmente animada e também aqui para compar...

  • Anónimo

    ESTA É UMA PUBLICIDADE OFICIAL ILUMINADA PARA O MU...

  • Anónimo

    ESTA É UMA PUBLICIDADE OFICIAL ILUMINADA PARA O MU...

  • Anónimo

    Quero agradecer ao Chefe Dodoru, que me ajudou a t...

  • Anónimo

    ESTE É UM ANÚNCIO OFICIAL ILUMINADO PARA O MUNDONO...