Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Sexo oral é para mulheres vulgares

por FernandoMesquita, em 21.03.16
 
 
 
Aqui fica mais um pedido de ajuda de um leitor do nosso BLOG.
Aproveite e dê o seu apoio através de um comentário!

Estes testemunhos são reais e poderão ajudá-l@ a compreender também os seus problemas...

PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!

 
(Nota: alguns destes pedidos serão publicados na Revista ANA de forma anónima)


 
"Tenho 35 anos, sou casado e tenho três filhos. Eu e a minha esposa temos discutido muito, principalmente, por incompatibilidade na nossa vida sexual. 

Ela quer fazer-me sexo oral, mas eu recuso. 

Penso que não é decente a minha esposa, mãe dos meus filhos, desejar práticas típicas de mulheres vulgares. 

Esse tipo de comportamento é completamente contra os meus princípios. 

Só de pensar nisso fico deprimido. Como ultrapassar esta situação?"


 
A NOSSA RESPOSTA


Caro leitor acredita-se que na Era Egípcia, o sexo oral era uma prática comum entre as meretrizes que pintavam a boca como se fosse uma vulva para excitar os clientes. Desde então a prática sexual, que estimula os órgãos genitais com a boca, continua a ser alvo do preconceito pelas pessoas mais conversadoras, embora, hoje em dia, seja uma das atividades sexuais mais comuns entre os casais. 

A textura, a temperatura, e humidade da boca e da língua podem provocar sensações altamente prazerosas nos órgãos genitais. 

Porém, o que é altamente excitante para algumas pessoas pode não ser para outras. Uma percentagem significativa de mulheres e homens não se sente à vontade com o sexo oral. Na maioria destes casos, muitas vezes podemos encontrar uma visão distorcida da sexualidade baseada numa educação sexual rígida que acaba por provocar sentimentos de nojo e aversão. 

Mesmo com toda a abertura sexual, que se vive nos dias de hoje, algumas pessoas encaram as práticas sexuais, que não tenham relação com a reprodução, como pecaminosas ou nojentas. Ao sexo oral acresce ainda o facto de implicar o contacto da boca com os genitais, partes do corpo muitas vezes vistas como impuras ou sujas. 

Gostar ou não de uma prática sexual é algo pessoal, que depende da intimidade do casal e da capacidade de se permitir a vivenciar a experiência. O mais importante é que a intimidade seja um momento prazeroso para ambos.

Obrigado pela sua questão,

Fernando Eduardo Mesquita
Psicólogo - Sexólogo Clínico
Tel: 969091221




QUAL A SUA OPINIÃO?
Deixe o seu comentário!
Ajude os outros com a sua própria experiência 
OBRIGADO!
 
 
 
Importante: se tiver alguma questão a colocar deverá enviar mail para: psicologiananet@gmail.com
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:10

Desejo Sexual

por FernandoMesquita, em 30.09.09

 

Aqui são publicadas algumas das questões enviadas para o e-mail (psicologiananet@gmail.com), tendo o especial cuidado de as tornar totalmente anónimas. Todas as perguntas têm uma resposta personalizada, enviada para o e-mail do autor da questão, mas pedimos que faça também um comentário às questões ou respostas que forem surgindo!!

 

Nota importante: os comentários não terão resposta por e-mail. MAS SÃO MUITO BEM-VINDOS

 

Estes testemunhos poderão ajudá-l@ a compreender que o seu problema não é único... 

PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!

 

Este Blog faz parte do site:

http://sexologia.no.sapo.pt

 

Veja também o nosso novo BLOG:

http://terapiassexuais.blogspot.com

 

Olá!

 
Eu gostaria de saber quais são as possiveis causas para a falta de desejo sexual. O meu caso é o seguinte, estou casada há cerca de 8 anos. Iniciei a minha actvidade sexual cedo, já que fui mãe aos 16 anos, mas nem por isso era muito activa.
 
Actualmente não sinto qualquer vontade ou falta de ter actividade sexual, chego mesmo a evitar contactos mais intimos para que não aconteça o acto sexual em si.
 
Foi-me diagnosticada uma depressão, ok, mas já estou medicada e sinto que realmente o tratamento está a fazer efeito. Sinto mais ânimo e vontade para fazer as coisas, com um humor mais estável.
 
Esta questão sexual é que não há meio de normalizar, será que há algo mais que me esteja a escapar? Não tenho qualquer tipo de pensamento em estar com outra pessoa e quando fazemos amor até gosto. Porém ultimamente tenho notado que não é como antes, não sinto tanto prazer.
 
Durante a minha gravidez, tive um período excelente em que tudo corria bem e era eu própria a procurar, com entusiasmo, o meu marido.
 
Poderão dar-me uma ajuda?!
 
XXXX -- Uma mãe muito feliz!!!
  

  

ENVIE TAMBÉM AS SUAS QUESTÕES PARA:
 
Se pretender fazer uma questão, para que possa ter uma resposta personalizada mande um e-mail para:
psicologiananet@gmail.com
  

FAÇA UM COMENTÁRIO À QUESTÃO ANTERIOR

 Envie o seu comentário, ajude os outros com a sua própria experiência de vida, ou partilhe também experiências semelhantes...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:29


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Posts mais comentados


Mensagens

Comentários recentes

  • anonimo

    Eu não sinto tesao quando Fasso sexo com meu namor...

  • Felipe

    Boa tarde,tenho 23 anos e esta me acontecendo algu...

  • Anónimo

    Olá, eu só quero compartilhar minha experiência co...

  • Cláudio dos Anjos

    Também vivo nesse inferno emocional desde os 4-5 a...

  • Anónimo

    Boa noite.... Tenho 54 anos e levo uma vida sexual...