Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



"Medo" de falhar

por FernandoMesquita, em 12.04.07

 

 

 

 

Olá, bom dia,

Chamo-me XXXXXXX, tenho 29 anos e ultimamente tenho-me deparado com um problema de disfunção sexual. Namoro à cerca de 4 meses com a minha nova companheira, e quando iniciamos a nossa actividade sexual deparei-me com este problema. Penso que estava muito ansioso, nervoso e com "medo" de falhar, pois já nao tinha relações algum tempo e a primeira vez com ela correu realmente muito mal. Desde aí tem sido realmente complicado ter relações "normais". Pois durante o coito facilmente perdia a erecção, até parecendo que não tinha sensibilidade nenhuma. Neste ultimo mes até já estava a melhorar bastante do meu problema, não sentido grandes dificuldades em terminar o coito com satisfação para ambos, mas esta ultima semana voltou o "terror" deste problema que além de afectar a relação com a minha companheira, começa-me a afectar bastante a nivel individual, pois durante todo o dia não paro de pensar neste problema.
Já discuti o problema com a minha namorada abertamente, pois ela começou a questionar se isto aconteceria por causa dela, onde eu respondo sempre que não, o problema realmente não é dela mas sim meu.
Gosto bastante dela e já começo a perder a segurança deste relacionamento devido a esta disfunção.
Já pensei ir ao médico de familia, pois já li alguma coisa sobre este problema, e pode estar associado algum problema de saúde, o que eu penso que não é o caso, pois sou uma pessoa aparentemente saudavel e nunca tive problemas de saúde, além disso pratico regularmente
desporto. Parece-me do que li que realmente deverá ser um problema psicológico e não fisico.

Gostaria que me pudessem ajudar, dando algumas orientações do que eu possa fazer para resolver este problema.

Desde já o meu muito obrigado, com os melhores cumprimentos,

XXXXX

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:55


24 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónima a 15.08.2007 às 21:35

Olá,

Eu e o meu namorado vivemos uma situação semelhante. Acontece-lhe o mesmo mas noto que apenas quando estamos no lugar onde costumamos encontrar-nos sempre. Também me questiono se o problema será meu, pois não me considero tão atraente como outras mulheres que covivem com o meu namorado. Mas nunca tive coragem de lhe dizer que sinto isso, apesar de ele já me ter dito que é um problema dele e não meu!
Espero que tudo corra bem para si e para a sua namorada, assim como para mim e o meu namorado. Boa sorte e felicidades.
Sem imagem de perfil

De marcio a 08.04.2010 às 19:53

Boa tarde,
Não se culpe por nada pq vc não é a culpada, mas pode ajudar muito o seu namorado. diga o quanto vc o ama e oq ele representa para voce. elogie o penis dele, beije, passe os seios, masturbe ele e se masturbe na frente dele, entregue se com o objetivo de deixar ele louco e ao mesmo tempo descontraído. pegue a mão dele e passe pelo seu corpo, mostre que voce está excitada e que é ele q esta fazendo isso com vc. diga q ele te deixa louca de tesão, que ele é gostoso, diga que ama o pau dele e adora quando ele o enfia em vc (diga coisas pra deixa o cara doido e continue masturbando ele). depois, se vc ve q ele tá tranquilo, deixa o seu garanhão enfiar tudo e meter gostoso do jeito q só ele sabe fazer. sei que voce o ama e posso dizer q o mais importante é isso. tudo passa, envelhece e acaba, mas somente o amor dura pela vida inteira. ajude-o nesse momento dificil e vc o conquistará por toda vida... Sucesso e felicidades e Deus te abençoe!

diga se te ajudei

marciodlacerda@hotmail.com
Sem imagem de perfil

De Anonima a 21.08.2007 às 14:53

Boa tarde, chamo-me xxxxx, e minha situação e a seguinte, namoro ha cerca de um ano com o meu namorado, mas acho que ele e uma pessoa muito insegura e tem medo de falhar... o problema e que tenho 18 anos e sou virgem, sinceramente nao consigo perceber a nossa situaçao, mas gostava que me ajudasem... Eu sei que ele me ama assim como e reciproque... Eu pergunto-me porque?
Imagem de perfil

De andrea_amatos a 15.10.2007 às 22:07

Boa noite tenho 20 anos e estou numa situação semelhante e não sei a quem recorrer... Namoro a 3 meses e quando tentei ter relações sexuais com o meu namorado deparei-me com este problema, não tenho apetite sexual. gosto imenso dele, ele atrai-me imenso, estou apaixonada e não sei porque isto foi acontecer...Penso que fico muito nervosa e ansiosa e quando tento sentir desejo quando tento descontrair-me não consigo...parece que não tenho sensibilidade ele pergunta-me s gosto dele e é complicado explicar-lhe! Já tive uma experiência antes que não correu da melhor forma e tenho medo de falhar de novo...se me pudesse ajudar...
Sem imagem de perfil

De renan a 11.04.2009 às 15:03

oi queria perguntar o que fas a pessoa ter medo de penetrar pela a primeira ves ?
Sem imagem de perfil

De marcio a 08.04.2010 às 19:42

boa tarde,
seu problema é psicológico,Tente relaxar e se envolver com uma namorada. não procure uma mulher apenas para sexo, tente amá-la primeiro. aprenda a receber e dar carinho. deixe que sua parceira te masturbe. peça para ela fazer sexo oral em voce.. quando se sentir excitado é só penetrar na vagina. a boca e a vagina são muito parecidas, mas a sensação de penetrar a vagina é sensacional, maravilhosa. vc sente um calor no corpo inteiro e sente que lá é o melhor lugar para o seu penis, muito melhor do que a mão áspera e fria. O sexo é uma dádiva de Deus para um casal, portanto não o banalize. torne esse momento especial em sua vida e verá que muitos outros tbm virão. Não se deixe levar pelo que se vê em filmes pornôs e revistas, televisão ou qualquer meio influenciador. Tudo é feito para ganhar dinheiro acima de qualquer espectativa de felicidade. Nessas situações não existe amor nem prazer, somente desejo por dinheiro. Os atores pornos tomam remédios para terem aquelas ereções. ejaculam e continuam eretos, parecem insaciáveis (é muito óbvio de que aquilo não é normal). Não se guie por isso pois ninguem é um super herói. e no mais, todos homens já falharam, e os que não falharam, um dia vão falhar! para as mulheres é muito facil fingir um orgasmo mas o homem não pode fingir uma ereção! kkk, brincadeiras à parte, amigo, mas posso te dizer que vc é normal. aceite-se a si próprio, ame o seu corpo, ame o seu penis e não tenha medo de enfiá-lo em uma vagina. lá é o lugar dele, onde ele vai ficar muito feliz.

diga se te ajudei!
marciodlacerda@hotmail.com

Felicidades!
Sem imagem de perfil

De Marco a 15.06.2009 às 02:22

Olá!!
Deparo-me exactamente com esse mesmo problema, onde fico completamente dominado pelo medo, perco o controle, como se houvesse uma barreira entre mim e a minha mulher!
Exactamente, sou casado, tenho dois filhos lindos com a minha mulher de 5 anos e 4 meses), sempre durante toda a minha vida e desde muito cedo tive uma vida sexual bastante activa, pois sou atraente, e em termos de orgão sexual muito bem constituído (logo o meu ego neste tema especifico sempre foi enorme), porém deparo-me com este medo ridículo que me domina completamente e contra o qual por mais que tente relaxar e me descontrair não estou a conseguir vencer!
Em certas posições se me concentrar consigo me deixar levar e ter relações bastante satisfatórias, mas de me imaginar ficar por baixo numa relação sexual fico receoso, bastante receoso mesmo, e ao consumar o acto, lá está, por mais erecto que o meu pénis esteja (consigo sempre ter uma óptima erecção , só no acto a perco) ao efectuar o coito, perco a erecção, mas antes fico completamente dominado pelo medo de falhar, o que acaba mesmo por se consumar!! Quando esta posição sexual era das minhas preferidas, talvez mesmo a minha posiçao sexual preferida!! É estranho pois tenho 26 anos, sou bastante activo fisicamente, sempre tive relações sexuais varias vezes ao dia e agora deparei-me com esta massacrante situação, que me está a tirar toda a auto estima e amor próprio!! Problemas de saúde não serão quase de certeza absoluta, logo este meu problema é de foro psicológico, pois a erecção eu tenho-a, acabo depois por a perder quando sou dominado pelo medo!!



Antecipadamente agradeço pela ajuda que me possam dar neste tema, o meu muito obrigado!



XXXXXXX
Sem imagem de perfil

De Marco a 26.07.2009 às 16:31

Boas

Voltei!
Graças a Deus a minha situação terminou e consigo fazer novamente amor de toda a maneira e feitio, sem qualquer medo ou receio, pois basta descontrair e nos entregarmos ao acto, sem pensar em mais nada, apenas no prazer que teremos e no prazer que conseguimos dar ás nossas companheiras, todos conseguimos fazer uma mulher gozar, basta estar predisposto para tal, e aproveitarmos o momento, pois não há nada melhor na vida, e não há motivos para nos entregarmos ao medo, foi o que eu fiz, sem qualquer necessidade, sendo que neste momento já não sinto medo e sinto-me bem mais confiante e à vontade comigo mesmo e a aproveitar o bom da vida e a experimentar as coisas boas da vida em vez de ter medo de mil e uma situações, pois não nos podemos entregar ao medo, senão nunca iremos ter liberdade para vivermos verdadeiramente!

Se o problema de alguns de vocês é o tamanho do pénis, esqueçam isso, existem muitos tabus e muitas falsas verdades, tipo os africanos não são os que têm o pénis maior, ou os melhores amantes, só porque são negros não quer dizer que sejam melhores, pois cada caso é um caso, e o tamanho do pénis varia de pessoa em pessoa e não de raça em raça, vem do organismo de cada um e não da sua etnia e da sua raça!!
Dei o exemplo dos africanos pois é um tabu ridículo, e não tenho qualquer problema com essa raça, a minha mulher é descendente de africanos então nem tinha mesmo como ter qualquer problema e atrito com essa etnia!
E basta 10 cm de pénis para dar prazer a uma mulher, logo fiquem na vossa, e aproveitem!!





Sejam felizes e boa sorte a todos!! ;)
Imagem de perfil

De FernandoMesquita a 01.08.2009 às 14:27

Olá!

obrigado Marco as suas palavras são uma excelente forma de motivação para todos os nossos leitores.

Um grande abraço, e é isso mesmo que sejamos todos felizes!!!!

Fernando Mesquita
Sem imagem de perfil

De Roberto a 12.08.2009 às 13:23

Oi a todos, meu nome é xxxxxxxxx tenho 21 anos, comecei a namorar a 6 meses,porém estou passando por um momento muito ruim também, não sinto vontade de fazer sexo com minha namorada,não consegui ter ainda relação alguma com ela, no começo eu estava com muita vontade,mas ela queria esperar um pouco mais,pois ainda é virgem, depois de uns seis meses ela decidiu q era a hora... pois então quando chegou a hora eu nã consegui falhei, depois disso fico sempre com indisposição não sinto mais vontade, estou com isso na cabeça e todos os dias penso nisso, esta me atrapalhando de todos os modos tanto no dia a dia.. não sei mais o que fazer... pesso ajuda...
Sem imagem de perfil

De marcio a 07.04.2010 às 15:17

Caros amigos,
Tenho visto uma grande preocupação que acomente os homens em sua maioria, no entanto, mulheres também. Trata-se de uma supervalorização do outro. Olhamos para a realização sexual de nosso parceiro como se fosse um grande desafio. Naturalmente, quando estamos diante de grandes desafios e ficamos anciosos, nosso organismo libera imensa quantidade de adrenalina no sangue. A adrenalina é um hormônio responsável por causar uma resposta imediata de excitação máxima do corpo, portanto causa tremores e supresão de estímulos sexuais (você pode constatar isso quando desce de uma montanha russa, pois nunca terá uma ereção quando estiver prestes a despencar de morro à baixo). Não há nada errado com vocês, são todos jovens e bem aventurados na opção de amar e buscar a satidsfação de seus parceiros. No entanto, saibam que o sexo é um prazer à dois, e não uma obrigação. Tentem ficar calmos, conversem bastante, valorizem o amor e não o sexo... o sexo é apenas uma coluna do relacionamento e existem várias outras muito mais importantes. Encontrem valores em seus parceiros, Beije o corpo, faça carícias, diga que a ama e faça aquele momento se tornar o mais especial das suas vidas. Tamanho de pênis não é importante... não adianta ter um pau enorme e machucar sua parceira, ou o pior, não saber utilizar. No mais, quanto maior o pênis, maior são as chances de apresentar uma disfunção erétil precoce (doença física mesmo). Tive uma namorada (antes) que reclamou de seu parceiro atual. ela disse que o penis do cara era enorme e a machucava... disse que amava o meu penis e tinha saudade do meu sexo (e acreditem, na verdade o meu penis é médio, normal) Aceitem-se a si próprios, curtam as coisas boas da vida junto de sua parceira e saibam que ela te escolheu por que vc é importante para ela, e ela é prara voce. Igual à vc não há outro e é vc que ela ama! Aceite seu corpo, como o Marcos disse, não há motivo para ter medo, e uma dica: aquilo que parece ser tão importante para a gente não é para o nosso parceiro. Não valorize oq não tem valor para o seu parceiro. Seja feliz consigo próprio, pois assim, terá condições de fazer o outro feliz também. As mulheres tbm tem suas preocupações. Preocupam-se com seu corpo, com seu sexo (com o cheiro, com o tamanho entre outras), com seu beijo, com o tamanho dos seios... mas é tudo normal... Sexo é penis na boca, vagina na boca, penis na vagina ou penis no anus... nada mais que isso; e a gente pode ter sexo com qualquer uma mulher ou com qualquer homem... a grande diferença está em fazer com a pessoa q amamos, quando se tornará apenas um complemento da relação e não o único propósito. Sabe por que escrevi tantas coisas e estas são exatamente aquilo que voces queriam ouvir? Adivinha? Também passei pelo mesmo problema, mas venci EM NOME DE JESUS!
Tudo é psicologico amigos, se vc falhou 1 vez, lembre-se das tantas outras que tudo funcionou muito bem, e vc não vai deixou de ser homem por causa disso... não seja negativo e sim positivo, em tudo na sia vida e me diga se te ajudei com esse conselho, mande-me uma mensagem no meu e-mail: marciodlacerda@hotmail.com
Sejam felizes para sempre!
Sem imagem de perfil

De ciel a 07.03.2011 às 17:29

ol Olá!!
Deparo-me exactamente com esse mesmo problema, onde fico completamente dominado pelo medo, perco o controle, como se houvesse uma barreira entre mim e a minha mulher! o seu depoimento e muito legal mais nao e bem facio assim para controla o medo mesmo portque e o equilibrio emocional do se humano mais aquedito que irrei consegui atualmente estava usando viagra para comtrola o emocional coisas que nao tem nada ver
ja fui no psicologo e nada resolvido tomo tudo que for preciso para melhora mais esta muito dificio
Sem imagem de perfil

De gjv a 02.07.2015 às 21:49

Agradeço imenso pelos contributos, todos eles bons!
Espero encontrar paz quando tudo terminar!

Eu****** tenho 25 anos e, comecei a namorar uma linda jovem a quase cinco mêses mas, tanto faz ela assim como eu, nunca tivemos antes relações, tudo por medo da minha parte em falhar e decepcionar-me comigo mesmo!

Sozinho consigo mastubar-me e dar a entender que posso, mas sinto medo de falhar...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.07.2015 às 22:15

Meu colega, o mais importante é vc saber que sexo é prazer e não uma obrigação. Se fossemos obrigados a erigir o penis automaticamente, o lance da quimica, amor, atração, curiosidade... etc, não teriam finalidade alguma. Então meu conselho é vc tentar se envolver com sua namorada, encontre afinidades... Para se chegar ao topo da montanha vc começa bem mais abaixo, ou seja, construa sua vida sexual com ela aos poucos... caricias, palavras, toques. Logo logo vc a levara ao topo... sexo é prazer, e prazer está na mente.. nao tem nada haver com penis anus ou vagina ok. Grande abraço
Sem imagem de perfil

De marcio a 07.04.2010 às 16:01

Caros amigos,
Tenho visto uma grande preocupação que acomente os homens em sua maioria, no entanto, mulheres também. Trata-se de uma supervalorização do outro. Olhamos para a realização sexual de nosso parceiro como se fosse um grande desafio. Naturalmente, quando estamos diante de grandes desafios e ficamos anciosos, nosso organismo libera imensa quantidade de adrenalina no sangue. A adrenalina é um hormônio responsável por causar uma resposta imediata de excitação máxima do corpo, portanto causa tremores e supresão de estímulos sexuais (você pode constatar isso quando desce de uma montanha russa, pois nunca terá uma ereção quando estiver prestes a despencar de morro à baixo). Não há nada errado com vocês, são todos jovens e bem aventurados na opção de amar e buscar a satidsfação de seus parceiros. No entanto, saibam que o sexo é um prazer à dois, e não uma obrigação. Tentem ficar calmos, conversem bastante, valorizem o amor e não o sexo... o sexo é apenas uma coluna do relacionamento e existem várias outras muito mais importantes. Encontrem valores em seus parceiros, Beije o corpo, faça carícias, diga que a ama e faça aquele momento se tornar o mais especial das suas vidas. Tamanho de pênis não é importante... não adianta ter um pau enorme e machucar sua parceira, ou o pior, não saber utilizar. No mais, quanto maior o pênis, maior são as chances de apresentar uma disfunção erétil precoce (doença física mesmo). Tive uma namorada (antes) que reclamou de seu parceiro atual. ela disse que o penis do cara era enorme e a machucava... disse que amava o meu penis e tinha saudade do meu sexo (e acreditem, na verdade o meu penis é médio, normal) Aceitem-se a si próprios, curtam as coisas boas da vida junto de sua parceira e saibam que ela te escolheu por que vc é importante para ela, e ela é prara voce. Igual à vc não há outro e é vc que ela ama! Aceite seu corpo, como o Marcos disse, não há motivo para ter medo, e uma dica: aquilo que parece ser tão importante para a gente não é para o nosso parceiro. Não valorize oq não tem valor para o seu parceiro. Seja feliz consigo próprio, pois assim, terá condições de fazer o outro feliz também. As mulheres tbm tem suas preocupações. Preocupam-se com seu corpo, com seu sexo (com o cheiro, com o tamanho entre outras), com seu beijo, com o tamanho dos seios... mas é tudo normal... Sexo é penis na boca, vagina na boca, penis na vagina ou penis no anus... nada mais que isso; e a gente pode ter sexo com qualquer uma mulher ou com qualquer homem... a grande diferença está em fazer com a pessoa q amamos, quando se tornará apenas um complemento da relação e não o único propósito. Sabe por que escrevi tantas coisas e estas são exatamente aquilo que voces queriam ouvir? Adivinha? Também passei pelo mesmo problema, mas venci EM NOME DE JESUS!
Tudo é psicologico amigos, se vc falhou 1 vez, lembre-se das tantas outras que tudo funcionou muito bem, e vc não vai deixou de ser homem por causa disso... não seja negativo e sim positivo, em tudo na sia vida e me diga se te ajudei com esse conselho, mande-me uma mensagem no meu e-mail: marciodlacerda@hotmail.com
Sejam felizes para sempre!
Sem imagem de perfil

De Lucas a 22.07.2011 às 03:08

Gostaria de um aconselhamento referente a um problema que acho ser psicológico. Estou tendo problemas de ereção e tenho apenas 20 anos, meu problema não pode ser enquadrado como disfunção erétil pois namorei 4 anos sendo que desses 3 anos foram com relação sexual ativa e em nenhum dia do meu relacionamento tive problema de ereção, comecei a namorar com 15 anos e perdi minha virgindade com essa minha ex, porém não fui um completo santo, com 18 anos enquanto namorando, me relacionei com minha melhor amiga e praticamos sexo, tudo muito bom, até que durante a relação eu super excitado, numa mudança de posição ocorreu essa primeira "brochada" na minha vida, achei que fosse pelo fato de ser a primeira vez me relacionando com uma garota sem ser minha namorada, ou até o fato de estar com a consciência pesada de estar traindo fosse o motivo, relevei, deixei passar e não me preocupei mais com isso, após isso, meio ano depois, me envolvi com outra garota, transamos, não foi muito bom e nem muito ruim, mas não ocorreu nenhum problema com relação a ereção, só que essa outra garota era meio problemática e por isso cortei contatos, depois, quase meio ano depois me envolvo com outra mulher, mais experiente e mais segura de si, brocho novamente e da mesma maneira, durante o ato e "do nada" simplesmente "murcha", confesso que estava muito nervoso dessa vez, continuei namorando e tudo isso que acontecia só ocorreu com esses casos extra-conjugais, hoje, após ter terminado meu namoro, eu novamente me envolvi com aquela minha amiga do primeiro caso, me senti inseguro por já ter vivido uma experiência meio que traumatizante com ela porém meus sentimentos por ela e a vontade de provar para mim e para ela que aquilo foi uma única e ultima vez com ela me fizeram querer seguir em frente, ela estava menstruada, e por isso sabia que eu não seguiria tão em frente assim, isso fez-me eu acalmar-me e ficar mais relaxado, ficamos nas preliminares e senti que as coisas estavam caminhando bem quando, senti "murchando" novamente, desconversei na hora, acho que ela não percebeu, fomos conversar quando derrepente subiu novamente e começamos a nos pegar, ela praticou oral e continuou ereto, sentia ele querendo murchar e ele voltava a ficar muito duro e ficou intercalando durante os 5 minutos que o ato durou até que me forcei e ejaculei, ficamos muito tempo conversando e nos beijando até que depois de 1 hora mais ou menos, tentamos repetir eu estava muito excitado começamos e do nada ele caiu novamente, queria a sua ajuda, tem como eu superar esse meu problema? Mesmo tendo terminado meu relacionamento eu e minha ex em algumas vezes praticamos sexo novamente e não tive nenhum problema. O que há de errado comigo realmente? Pode me ajudar? Como?
Por favor, me ajude.

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Mensagens

Comentários recentes

  • Rosimeire Maciel Fagundes

    Olá tenho 30 anos eu tbm sinto dificuldades,sinto ...

  • Anónimo

    23/11/2017 Olá,meu nome é Luis tenho 60 anos,me ...

  • Anónimo

    Boa tarde Dr.preciso de ajuda se for possívelTenho...

  • Hermano

    Olá, meu amigo, bom dia.Primeiro eu gostaria de di...

  • Simone

    Tenho 41 anos e 23 anos de casada nunca senti nada...