Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Ainda sou virgem...

por FernandoMesquita, em 12.01.10

Aqui são publicadas algumas das questões enviadas para o e-mail (psicologiananet@gmail.com), tendo o especial cuidado de as tornar totalmente anónimas. Todas as perguntas têm uma resposta personalizada, enviada para o e-mail do autor da questão, mas pedimos que faça também um comentário às questões ou respostas que forem surgindo!!

 

Nota importante: os comentários não terão resposta por e-mail. MAS SÃO MUITO BEM-VINDOS

 

Estes testemunhos poderão ajudá-l@ a compreender que o seu problema não é único... 

PARTILHE AS SUAS EXPERIÊNCIAS ... AJUDE OS OUTROS !!!

 

Este Blog faz parte do site:

http://sexologia.no.sapo.pt

 

Veja também o nosso novo BLOG:

http://terapiassexuais.blogspot.com

 

 

 

 


 

 
"Sempre fui reservada e tímida ... com 18 anos sou virgem"

  

Boa noite.


Nem sei bem como explicar o que sinto, por esse motivo decidi escrever para este blog para me ajudarem a percebe-lo.

 

Tenho 18 anos e sou virgem. Às vezes custa-me admiti-lo pois os meus amigos estão relativamente satisfeitos e à vontade com este assunto e por vezes sinto-me mal comigo. Sempre fui muito reservada e tímida, uma junção na minha personalidade que acho complicada, que não me deixa agir como quero na vida, fazer o que me apetece sem pensar o que os outros irão achar. Tenho bons amigos com quem posso desabafar e que me sinto completamente à vontade, mas o facto de ser tão reservada não me deixa falar livremente do que sinto e dos meus problemas. E com isto acabo por afastar quem mais gosta de mim pois devem sentir que não confio neles.


Esta insegurança é um dos meus grandes problemas, que me afecta muito psicologicamente. Outro problema, voltando de novo à minha sexualidade. O facto de ser virgem não é o meu problema, é realmente não me conseguir envolver com alguém. Já tive uma pequena relação com uma pessoa de quem gostei muito mas a distancia entre nós e também a minha insegurança acabou por terminar a nossa relação por minha iniciativa. Tive outros relacionamentos sem importância, apenas divertimentos, nada demais. Passado uns 4/5 anos, eu e a primeira pessoa com quem me relacionei e com quem me fui dando muito bem como amiga, voltámos de novo a relacionar-nos e sei que ele é bastante importante para mim. Não quero uma relação séria com ele, gosto de me sentir livre sem qualquer compromisso mas às vezes penso se será mesmo isso ou o facto de não ser heterossexual. Sinto-me bem com ele apesar de não estarmos sempre juntos, mas não sei se iria me sentir ainda melhor com outra pessoa.


Desde pequena que me sinto diferente, mas na altura não queria aceitar nem pensar nisso. Já me senti atraída por pessoas do mesmo sexo, mas como vivo rodeada de amigos homofóbicos nunca contei a ninguém e também como já referi devido ao facto de ser tímida e reservada.


Bem, então com isto tudo não consigo estar bem comigo própria, estou sempre a pensar no que deveria ter feito, no que sinto e o que me deixa confusa, fico triste porque sinto que afasto alguns amigos e tenho também dificuldade em fazer mais. Gostava de me sentir mais livre, sem ter medo de dar a minha opinião e fazer tudo o que quero sem pensar no que os outros acham. Às vezes sinto-me louca com tantos pensamentos.


Isto não é bem uma dúvida, é mais para me darem uma ajuda, uma opinião. Não consegui exprimir nem metade do que penso e do que sinto, mas espero que compreendam pelo menos o que escrevi. Fico à espera de uma resposta e também de perguntas se quiserem saber mais alguma coisa de relevante.


Obrigada.

 
 

 

ENVIE TAMBÉM AS SUAS QUESTÕES PARA:

 

Se pretender fazer uma questão, para que possa ter uma resposta personalizada mande um e-mail para:
psicologiananet@gmail.com
 
 

FAÇA UM COMENTÁRIO À QUESTÃO ANTERIOR

 

Envie o seu comentário, ajude os outros com a sua própria experiência de vida, ou partilhe também experiências semelhantes...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:31


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Sara Godinho a 19.01.2010 às 01:15

Boa noite, compreendo perfeitamente a tua situação e desde já quero-te dizer que há imensa gente nessa mesma situação, de modo algum penses que és uma pessoa diferente e anormal, porque não és, cada pessoa tem os seus medos, as suas angústias, e as suas fragilidades e tens direito a tê-las. nao sintas que és menos pessoa, do que qualquer outra pessoa. bem, pela experiência que tenho no mundo homossexual, digo-te, que primeiro, essa tua insegurança perante os homens e a sexualidade não significa necessariamente que sejas homossexual. conheço imensas pessoas heterossexuais que passam pela mesma situação e não é por isso que o deixam de ser. seja como for, no meu ver, há aqui vários pontos a ter em conta. parece-me que essa tua insegurança, medo e confusão constante que sentes em relação ao que queres e ao que és. se pode dever a vários motivos. por um lado, isso pode demonstrar que talvez estejas numa fase, ou desde sempre tenhas tido uma auto-estima baixa, isto +e, talvez não te aceites tal como és, talvez tenhas uma visºao pessimista sobre ti mesma, talvez e isto tudo inconscientemente sejas demasiadso perfeccionista contigo mesma, e como não confias o suficiente em ti o resultado é esse e consequentemente tens dificuldade em dar-te aos outros, e em ter relacionamentos. a questão é, consegues mais facilmente ter com pessas do mesmo sexo? sentes te mais compreendida e mais à vontade com pessoas do mesmo sexo ? ou esse teu comportamento é igual seja com que sexo for ? são questões importantes a ter em conta que deverás perguntar a ti mesma. sabes que há muita coisa que nos acontece ao longo da vida e que vai ficando recalcada, tornando-se numa frustração e isso muitas vezes faz com que tenhamos dificldades de relacionamneto com os outros. sofreste alguma desilusão muito profunda ? as pessoas à tua volta sao extremamente exigentes contigo e dão te pouco valor ? eu nºao te conheço, mas tenho a certeza que tens algo de muito especial como pessoa, todos n+os temos algo especial à nossa maneira. talvez se tentares encontrar os motivos que te levam a ter dificldades de relacionamento com os outros, seja mais fácil para ti mesma compreender o que se passa e construir um caminho de modo a que consigas sentir-te bem melhor. outro ponto importante é, sabes que a sociedade em que estamos reprime-nos, julga-nos e obriga-nos a ter determinados ocmportamentos constantemente, e como há expectativas em volta disso temos tendencia para recalcar o que realmente somos. e qual é uma das primeiras coisas chave nisso ? as pessoas com quem nos damos e envolvemos. isto é, se estiveres rodeada de pessoas com uma mentalidade retrograda, frias, com pouca capacidade de entneder os outros, consequentemente, isso vai deixar-te ainda mais confusa, vvai fazer com que reprimas cada vez mais o que sentes, e com que te sintas cada vez mais estranha e menos feliz contigo mesma. talvez as pessoas com quem t eestrjas a dar te estejam a dificltar o caminho para que consigas entender o que realmente es. sinceraente, se os teus amigos têm esse comportamento, não lhes contes, mas se achas que um ou outro irá aceitar, expoe a situação, talvez te surpreendas e a partir dai abres um caminho para que os outros te aceitem. claro não aceitem e te tratem mal, a verdade é que não teus amigos e a conclusão é: afasta-te deles. deves rodear-te de pessoas que te preencham e com quem te sintas à vontade. porque nºao experimentas visitar foruns homossexuais, porque não experimentas conhecer outras pessoas que sintam o memso que tu, talvez te possam ajudar a compreender. pergunta para ti mesma, o que é que sentes quando estás com um homem ou com uma mulher ? o primeiro passo, para te poderes aceitar como és, não é ignorares-te, é enfrentares isso, e começares por te questionar sobre coisas essenciais, viver experiências, conhecer pessoas, pedir ajuda a psicólogos e a pessoas de confiança. antes de admitir que era bissexual, passei por um long processo que me deixou com uma depressão, e quando enfrentei e disse: eu sou igual, gosto de pessoas, independentemente da sua cor, tornei-me muito mais feliz. aquilo que faz de nós sermos bons ou maus é o que fazemos ou não, é a forma como estamos na vida, ser homossexual não é algo que se escolhe. ouve, ninguém é melhor que tu.
Imagem de perfil

De FernandoMesquita a 25.01.2010 às 23:10

Excelente comentário!!!

É mesmo este tipo de apoio que pretendemos com este BLOG.

Aproveite e visite o BLOG

http://terapiassexuais.blogspot.com

Fernando Mesquita
Sem imagem de perfil

De filipa a 26.01.2010 às 00:59

Sara, muito obrigada por teres respondido. Eu concordo contigo, é isso mesmo que eu sinto, eu gosto de pessoas seja que sexo for, eu apaixono-me por elas por aquilo que elas são e não pelo sexo que têm. E não compreendo, mas tenho de aceitar, como é que uma pessoa pode limitar os seus sentimentos, que se calhar às vezes não existem, dizendo que só gostam do sexo oposto.
Realmente eu estou numa fase complicada, a auto-estima muito baixa, nem sei bem porquê mas se me perguntasses agora as minhas qualidades e defeitos eu sinceramente não te consigo dizer qualidades neste momento. Mas nem sempre fui assim, ou então sempre fui, ou não me queria aceitar. Não sei. Talvez tenhas razão, sou demasiado perfeccionista comigo mesma e não consigo confiar em mim.
Tenho saído com amigos e tentado divertir-me para aliviar estes pensamentos. Estou sempre a pensar, penso demasiado, fico pressa nos meus pensamentos.
Eu sei que não é pela minha sexualidade que sou diferente das outras pessoas, mas como sabes há muita gente que não consegue entender isso. Por isso o meu receio em contar a alguém. Quanto à desilusão muito profunda, já que falas nisso, tive uma pequena desilusão, não que me leve a uma depressão, mas que me deixou bastante triste recentemente e talvez grande parte do que sinto seja por isso. Mas não queria expor muito mais a minha vida aqui. De qualquer forma, muito obrigada, se houvesse possibilidade de me mandares um mail ou assim para te poder explicar. Não querendo abusar da ajuda que me estás a dar. Mas agradecia muito.
Já agora essa depressão que passaste, como superaste isso?
E o que te levou a essa depressão, foram só problemas em admitires a tua sexualidade?
Sem imagem de perfil

De Sara Godinho a 26.01.2010 às 01:42

Filipa, terei todo o gosto em falar contigo e em ajudar-te, se quiseres dá-me o teu e-mail para podermos falar melhor.

Cumprimentos. =)
Sem imagem de perfil

De filipa a 05.02.2010 às 16:41

filipacosta00@hotmail.com

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Mensagens

Comentários recentes

  • Anónimo

    Eu sou francielle tenho 19 anos e moro junto com m...

  • Cláudio Barreto fraga

    Olá eu tenho esse problema meu pênis fica duro mas...

  • Cordélia

    Eu tenho o mesmo problema com o da leitora anterio...

  • Anónimo

    E quando vc não sente nada nem na alto masturbação...

  • Sabrina

    Olá Eu e meu namorado estamos nos relacionando a 4...